Edilma Duarte
Edilma Duarte
Batendo o desespero 

Imagens do protesto realizado por moradores do Alto Paraná em Ciudad del Este nesta quarta-feira (29) nos dá a exata medida do clima de desespero que atinge a população. Há mais de quatro meses sem poder trabalhar, isolada pelo fechamento da Ponte da Amizade-que dá acesso ao Brasil, a comunidade reagiu violentamente à determinação do Governo Nacional de que Ciudad del Este e municípios do departamento de Alto Paraná, que já viviam a Fase 3, retornem à Fase 1 do Plano de Quarentena Inteligente.

 

Barriga vazia

A volta à estaca zero no nosso vizinho Paraguai se deu em razão do aumento de casos de Covid-19 na região leste do país. Já a determinação foi a deixa para que setores favoráveis ao fim das restrições e a reabertura da fronteira convocassem o ato que acabou em quebradeira, carros incendiados e disparo de balas de borracha pela polícia nacional. A crise econômica, a fome e a miséria podem ser mais funestas que esse maldito vírus.

 

Programão de sexta

A jornalistas Cris Loose é a convidada desta sexta-feira (31), do canal online TV CrieMais.  Informações sobre a região trinacional, notícias do dia a dia e os fatos mais relevantes da semana serão abordados pela profissional que terá a companhia do colega Fernando Benega.

 

Informação e cultura 

Como sexta-feira pede leveza e relaxamento a programação do TV CrieMais promete trazer, além de uma série de temas importantes da atualidade, algumas surpresas musicais com artistas da cidade e, um bate papo imperdível com Mauricio Ferreira sobre o 3 Margens – Festival Latino-Americano de Cinema, que ele vem realizando há alguns anos, na fronteira. Confira a programação a partir das 18h com transmissão pelos canais da Internet.

 

Patrocínio incômodo

Depois de toda a polêmica a OAB retirou da transmissão do Facebook a logomarca da Qualicorp no seu “Congresso Digital Covid-19”.

 

Galinha dos ovos de ouro

Lamentavelmente o setor da Saúde sempre foi uma mina de ouro neste país. Quem aí se lembra do caso da Georgina que saqueou o INSS, fugiu do Brasil e vive ou pelo menos vivia, até bem recentemente, nababescamente, em Miami? E o caso do ex-ministro da Saúde, hoje senador, José Serra, acusado em 2014 de ter beneficiado indústrias farmacêuticas de São Paulo, assunto que agora volta ao noticiário?

 

A farra da pandemia

O fato é que esse caso do Serra chega a parecer ínfimo perto das denúncias que pipocam em todo esse Brasil de meu deus, de desvios de verbas e compras superfaturadas de equipamentos e remédios nessa pandemia de Covid-19. A prestação de contas terá de ocorrer, mais cedo ou mais tarde. Esperamos que esses seres inescrupulosos sejam pegos e devidamente punidos.

 

Mulheres e política  

A Secretária Nacional de Políticas Públicas para Mulheres, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto, que participou nesta quarta-feira da videoconferência “Participação das Minorias”, no 1º Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral (Conbrade), vê no cumprimento da cota de 30% para as candidaturas femininas, nas eleições de 2020, um problema para os partidos que não formaram um quadro de mulheres em condição de entrar na disputa política. 

 

 

Contagem ...

Enquanto onças passeiam solenes pelo quintal, filhotes que ninguém sabia da existência são flagrados por câmeras (in) discretas instaladas na mata e, as majestosas cataratas reinam soberanas, nós, humanos, contamos dias, horas e minutos para a reabertura do Parque Nacional do Iguaçu, que adoro -desde o século passado-, chamar de “berço de divindades ecológicas”. Falta pouco....   

 

Tudo nosso

Agora é hora de desbravar o nosso quintal. Aglomerar não pode, mas turistar observando todas as normas e protocolos de segurança, é permitido. O Museu de Cera reabre para visitação neste sábado. O Marco das Três Fronteiras confirma a retomada de atividades na próxima terça-feira (4/8) e a Itaipu já está recebendo visitantes.

 

Dúvida

Leitor da coluna, aluno de uma das Faculdades de Medicina em Ciudad del Este diz ter razão suficiente para duvidar dos números da Covid-19 divulgados pelo Paraguai. Ele acredita que o número real seja muito maior. Ironizando ele afirma que a única justificativa para esse milagre seria a descoberta de que Deus não é brasileiro e sim, paraguaio.

 

E vem recessão 

Turismo inativo, indústrias paralisadas, comércio fechado, desemprego em massa. Nem é preciso ser especialista para saber que haverá recessão após a pandemia do coronavírus. O que ainda não se consegue prever é o nível, a gravidade disso, e por quanto tempo o mundo sofrerá os seus efeitos.

 

Pensando no amanhã

Impossível ignorar o fato de que até as eleições, em novembro, o discurso da saúde perderá o protagonismo para a pauta da economia. Pensar, planejar e se preparar para reagir rapidamente quando o momento chegar deve ser uma das tarefas dos governantes e dos cidadãos neste momento.

 

Moradores de rua

Falando em crise econômica, cresce de forma impressionante o número de pessoas vivendo nas ruas de Foz do Iguaçu. A comunidade faz o que pode para socorrer essas pessoas, oferecendo alimentos, um cobertor, roupas, calçados, mas sabe-se que cabe ao poder público acolher essa população de rua que, não bastasse a penúria de viver desabrigada, está completamente desprotegida, correndo o risco de contaminação pelo coronavírus.

 

Pano para mangas

Vamos ver se entendemos: o presidente da OAB nacional ajuizou ação para anular decreto da ex-presidente (não me venham com essa história de “presidenta”!) Dilma Rousseff que autorizava a operadora de servidores Geap a vender planos de saúde sem licitação. A liminar foi concedida em 2014 pelo ministro Ricardo Lewandowski, do STF. Nada mais que isto.

 

Pano e mangas

O ministro Lewandowski não liberou a liminar para julgamento de mérito. E daí? 

Vai daí que, quem se deu muito bem nessa, foi a Qualicorp, do empresário Luiz Seripieri Júnior, preso por corrupção na semana passada. Estamos equivocados ou falamos da mesma Qualicorp que está patrocinando um evento da OAB?

 

Incompreensível

Cena 1:  Restaurante cheio. Mesas com todos os lugares ocupados. Ninguém usa máscara. Até porque não inventaram um modelo que traga entrada para canudinho -para as bebidas-  nem uma opção para se comer portando a dita cuja. Vai daí que o tão incomodo, porém, absolutamente necessário acessório de proteção sanitária, é usado apenas pelo time de funcionários do lugar. Tudo tão tranquilo e natural que nem de longe se tem a impressão de que aqui, assim como em todo o resto do planeta, estamos vivendo uma pandemia.

 

Cena 2

Restaurante com cerca de 40% de sua lotação. Mesas alternadas. Álcool em gel, luva para quem vai se servir no bufett, disponíveis. Tudo de acordo com as normas. Perfeito? Nem tudo. Um sujeito falante e inquieto, sem máscara, corre por todo o ambiente atrás do filho que aparenta ter uns dois anos. Grita com o pequeno, fala, gesticula, passando entre as mesas ocupadas. Tudo isso sob o olhar indiferente de sua companheira e familiares. Todos sem máscara. Fechando o festival de insensatez, a criatura se serve repetidamente no buffet, sem máscara, sem luva. E nenhum funcionário da casa aborda o cidadão. Prefiro comer em casa!

 

De frente para o eleitor

Ex-prefeito e pré-candidato à Prefeitura de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald Ghisi foi o convidado do último sábado (25) do programa De frente com Araújo, no Cataratas Web. Com um índice razoável de participações ao vivo, pelo Facebook, o programa rendeu mais afagos que críticas ao convidado que, até provocou, instigou, mas não apanhou. Muito à vontade, como quem bate um papo com amigos na sala de estar de sua casa, Mac Donald resgatou feitos de seus dois mandatos de prefeito e adiantou algumas de suas propostas de campanha.

 

Podemos ou não podemos?   

Naturalmente surgiram entre os seguidores do ex-prefeito alguns preocupados com a situação jurídica de sua candidatura. Fato que, com certeza, deverá ser explorado por seus adversários, em campanha. As fake news devem chegar recheadas de “informações” e afirmações que darão como certa a possibilidade de Mac Donald ganhar, mas não levar, a exemplo do que ocorreu em sua eleição anterior. O pré-candidato não só reafirmou durante a entrevista sua condição de entrar na disputa como citou uma certidão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que atesta a inexistência de condenação criminal eleitoral em seu nome.

 

Sobre as fake news

As vezes a coluna recebe materiais (vídeos, textos) que causam profunda irritação. Como são desprovidas de inteligência essas pessoas que produzem informações falsas! Pecam na narrativa, na construção do “fato” e, muitas vezes, erram o destinatário ao disparar indiscriminadamente, subestimando a capacidade de raciocínio, a maturidade, a experiência de quem recebe. Obviamente impressionam os incautos, os ignorantes, os ingênuos. Tanto que, são esses os agentes difusores desses movimentos que tem por objetivo destruir reputação, prejudicar de alguma forma, a terceiros.

 

A farra vai acabar

O Tribunal Superior eleitoral está travando uma luta ferrenha, com campanha forte e elucidativa no ar, citando, inclusive, as leis que agora regem o uso da internet. A rede já está deixando de ser uma terra sem lei. Acredita-se. As normativas, já em vigor, são rigorosas. Hoje, com todos os recursos e tecnologias, a investigação chega fácil aos operadores.

 

Vamos turistar

O Kattamaram II volta a singrar as águas dos rios Iguaçu e Paraná nesta terça-feira (28), com dois horários e opções de passeio. O primeiro é o Encontro das Águas que navega o Iguaçu até ponte da Fraternidade (Brasil-Argentina) e dali, ao Marco das três fronteiras. O horário de embarque para este passeio que inclui almoço, é 11h30.  Já o Pôr do sol, que oferece um espetáculo estupendo, tanto no Iguaçu quanto no rio Paraná, e jantar a bordo, tem embarque às 16h30.

 

Todos os grupos são de risco  

Os boletins diários da Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu atestam que, de fato, é razoavelmente expressivo o número de óbitos entre pessoas idosas, vítimas de complicações da Covid-19, assim como também o de infectados pelo coronavírus.  Mas os números confirmam também que ninguém está imune.

 

Bebês e jovens 

Diariamente se pode ler nos comunicados da Prefeitura o registro de casos de Covid-19 em pessoas com idades entre 1 mês a 1 ano de idade. Isto leva a crer que, qualquer um, não importa a faixa etária, que se exponha ao vírus, está em risco.

 

Não importa a idade

Minha sobrinha tem 18 anos. Nasceu e sempre viveu em Brasília. Cursando Veterinária, vem estudando em casa desde o início da quarentena. Recentemente saiu para ir ao escritório da minha irmã, sua mãe. Dias depois apresentou sintomas da Covid-19. Exatamente no momento em que um funcionário da empresa testou positivo.

 

Chá para a imunidade

Para o alívio da família, minha sobrinha está se recuperando. Sem cloroquina! A única prescrição médica foi de um antitérmico para a febre. Depois, uma nutricionista sugeriu um chá para reforçar a imunidade feito de gengibre e cúrcuma (açafrão) ralados, manjericão, pimenta do reino moída, própolis e mel.  Ninguém está dizendo que trata ou cura a doença. Que fique bem claro!

 

O perigo do dragão   

Quem vai aos supermercados nestes tempos de Covid-19 já se deu conta de que estamos voltando ao passado também em se tratando de economia. O maldito dragão da inflação que assombrou este país por quatro décadas, até o início dos anos 90, está de volta. As maquininhas de remarcar preços estão de novo em cena.

 

E o real só desvaloriza

Os preços dos produtos estão “pela hora da morte”, como diziam naqueles tempos em que os planos econômicos –tentativas de dominar a fera- se sucediam. Foram cinco, até chegarmos ao Real, de Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso que, agora, já se mostra ineficaz. Não bastasse a carestia -outra palavrinha resgatada lá do passado, ainda lidamos, nestes anos dois mil, com a crescente desvalorização da moeda. 

 

Passeio no Supermercado

Atendente do açougue de um supermercado da cidade preocupado com a falta de cuidados de algumas pessoas que colocam em risco a própria saúde, se diz impressionado com o fato de alguns frequentarem assiduamente o lugar, chegando ao ponto de aparecer no estabelecimento duas, três vezes, em um mesmo dia.  

 

Estava na cara

E não estamos falando de máscara de proteção. O eloquente ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, entregou em entrevista ao programa Ponto a Ponto, da Band News TV, nesta quarta-feira, as reais intenções por trás de tanta simpatia e boa vontade para falar de coronavírus, Covid-19 e afins, na imprensa. Está de olho em 2022. E não quer pouca coisa, não. O médico e ex-deputado pretende concorrer em uma chapa à presidência. Se não puder ser cabeça de chapa, ele aceita a vice. Então tá.

 

 

VEREANÇAS

Amigo da coluna questiona o grande número de pré-candidatos a uma cadeira na Câmara dos vereadores de Foz do Iguaçu. O que ele não entende é o fato de um batalhão de pessoas – inclusive de um mesmo partido- entrarem nessa disputa em que apenas 15 vagas estão em jogo. E causa ainda mais estranhamento ao amigo a informação de que mais da metade dos atuais ocupantes dessas cadeiras está se preparando para a reeleição. 

 

VÍRUS PERSISTENTE 

O presidente Jair Bolsonaro subestimou o novo Coronavírus. Chamou a Covid-19 de “gripezinha”. Garantiu que “esse tipo de coisa” não o pegaria, pelo seu passado de atleta e, bingo! Pegou. O vírus entrou e, pelo visto, quer fazer morada no tal corpo de atleta.

 

GAROTO PROPAGANDA

O terceiro exame realizado pelo presidente, desde que contraiu a doença, confirma que ele continua infectado pelo coronavírus. Agora, pianinho, ele parece ter sossegado o facho.  De acordo com as fontes oficiais mantem o isolamento e continua se tratando com cloroquina. E divulgando a droga.

 

VICIADO EM CLOROQUINA

Quem é do século passado deve se lembrar do comercial de inseticida exibido nas tevês, em que os pernilongos, viciados nos produtos utilizados, zombavam dos donos da casa e pareciam meio loucos. Até que surgia em cena uma marca que prometia acabar com os insetos, apavorava e realmente exterminava os folgados! Desconfio que o Coronavírus anda assim: viciado em cloroquina e se divertindo a custas de quem toma solenemente o medicamento e receita a deus e o mundo.

 

TRÁFICO DE GENTE Para muitos a ideia de que existe, e pode ocorrer aqui mesmo, entre nós, o tal do tráfico de pessoas, parece surreal, não é mesmo? Coisa de cinema, novela da Globo, argumentariam alguns. Mas isto é tão real que motivou a Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu (CTETP/Foz) a realizar nesta quarta e quinta-feira (22 e 23), das 19h às 22h, o seminário “Tráfico de pessoas: a ameaça invisível”. Para participar inscreva-se no endereço www.idesf.org.br/eventos.

LEGITIMIDADE

Vinculada ao Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) e composta por um grupo de entidades da região da Tríplice Fronteira, entre elas o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), a CTETP/Foz atua permanentemente em ações preventivas e de combate às modalidades de crimes que se caracterizam como tráfico de seres humanos.

 

NÃO É FICÇÃO

Um dado assustador chama a atenção no material de divulgação da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de Foz do Iguaçu: o tráfico humano é o terceiro crime transnacional mais rentável do mundo e transforma pessoas em mercadorias. Perde apenas para o tráfico de armas e de drogas. O comércio de seres humanos movimenta cerca de US$ 32 bilhões anuais, segundo estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU)!  Completamente assustadora essa realidade.

 

QUEM TE VIU, QUEM TE VÊ

O presidente dos EUA, Donald Trumpo, também mudou o rumo de sua prosa.  Deixou de apregoar que o seu país derrotaria o coronavírus e prometer que tudo passaria rapidamente.  Nesta terça mister presidente admitiu, aliás disse textualmente ao povo americano que o surto que matou pelo menos 141.000 nos Estados Unidos, provavelmente se agravará.

Ainda não acabou

Sejamos realistas, comércio reaberto não significa, em hipótese alguma, vida que segue, como antigamente.  Cloroquina não evita a Covid-19. Se isto fosse verdade o presidente Jair Bolsonaro, que dizia tomar o medicamento, não teria se infectado.  Distanciamento social e o uso de máscara não são bobagens inventadas por comunistas. E essa tormenta, ainda não passou.  Sejamos todos responsáveis e cuidadosos com a nossa própria saúde e a dos que nos cercam. É isto ou, daqui a pouco, voltaremos à estaca zero e, pior: com um placar assustador.

 

Campanhas sem lixo

A internet será a grande vitrine e palanque das campanhas eleitorais deste 2020 varrido pela pandemia de coronavírus. Sem poder ir aonde o povo está, os candidatos terão que priorizar as redes sociais, hoje mais fortes e mais eficientes que a propaganda no horário eleitoral em rádio e TV, os banners, as bandeiras, os santinhos e panfletos velhos de guerra.  Vem aí uma campanha diferente e, provavelmente,  com menos lixo!  

 

Grana curta nas campanhas

Está aberta a temporada de choro.  Candidatos do interior queixam-se da falta de recursos e dos critérios adotados na distribuição do fundo partidário que, este ano, disponibilizará R$2 bilhões para abastecer as campanhas em 5.570 cidades brasileiras.

 

Pior moeda

O Real vem liderando sistematicamente o ranking de piores moedas do mundo. Cada vez que o dólar sobe- e isto virou rotina nos últimos tempos-, nossa moeda desvaloriza.  Atualmente o real está em situação mais crítica até que o peso argentino. Para quem anda com saudades dos tempos em que um dólar valia R$3,70 vem o balde de água fria atirado por economistas renomados deste país. A maioria acredita que dificilmente chegaremos ao patamar dos R$4,00.

 

UBS sem internet

Unidades de Saúde de Foz do Iguaçu estão sem internet. O serviço que já andava deficiente, penalizando os servidores que trabalham nesses locais, piorou de vez. Aguarda-se a contratação de uma nova empresa para a prestação do serviço.

 

Disney abriu 

Depois de aguentar firme quatro meses de portões fechados para os turistas a Disney abriu, no último sábado (11), o Magic Kindom e o Animal Kingdom, em Orlando, na Flórida.  E abriu anunciando a retomada de operações no Epcot e Disney´s Hollywood Studios nesta quarta-feira (15). 

 

Momento ruim 

A reabertura nos parques Disney se dá exatamente quando a Flórida enfrenta um dos piores momentos desde o começo da pandemia nos EUA. No último domingo (12), um dia após a reabertura, a Flórida registrou 15.300 novos casos da Covid-19 em 24 horas, mais do que qualquer outro estado americano desde que a pandemia começou.

Vereança

A quatro meses das eleições municipais, adiadas para 15 de novembro-em primeiro turno-, Foz do Iguaçu já tem algumas certezas: mais da metade da bancada de vereadores da atual legislação vai tentar se reeleger para mais um mandato.

 

Vaga de vice

No reino das especulações, cresce o número de nomes -de acordo com cada fonte, cotadíssimos para ocupar a vaga, compondo com o atual prefeito Chico Brasileiro. Já ouvimos de tudo, inclusive informação que, se verídica, nos levaria a crer que Brasileiro se sujeitaria à ingerência do governador Ratinho Junior.

 

Só vendo   

Que o prefeito de Foz do Iguaçu mantém boa relação com o governador, já se sabe, mas daí a aceitar uma imposição de nome para vice, temos cá nossas dúvidas. Até mesmo porque há na cidade um outro candidato à prefeito bem mais próximo do time em que joga Ratinho Junior.

 

30 anos do ECA

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) – uma das legislações mais avançadas do mundo para defesa e promoção dos direitos das crianças e adolescentes – completou 30 anos nesta segunda-feira (13) e, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 32 crianças e adolescentes são assassinados todos os dias no Brasil.

 

Não é ficção

A alta exposição de menores à violência, no Brasil, seria uma das principais falhas de implementação do ECA no país. Mas há muito mais. A exploração de trabalho infantil, que não é ficção. Existe, e é cruel. E tem ainda o abandono, a violência física e sexual, entre outros absurdos que deveriam ser impensáveis.

 

Mal compreendido

Embora tenha chegado aos 30 anos, desde a sua criação, o Estatuto da Criança e do Adolescente ainda não é bem compreendido. E admito que lá no início, nos anos 90, por ignorância, esta colunista, assustada pelas ações violentas de crianças e adolescente pelas ruas dos grandes centros deste nosso país, chegou a declarar ao microfone da rádio Cultura de Foz que “necessitaríamos de um estatuto do maior, que nos protegesse dos menores infratores”.

 

Mal compreendido II

Foi preciso que eu trabalhasse quase uma década com os defensores públicos de Minas Gerais, acompanhasse a atuação brilhantes desses profissionais, do Brasil inteiro, e acabasse produzindo e assinando como jornalista responsável, uma cartilha nacional ilustrada e assinada por Ziraldo, distribuída pelas Defensorias Públicas de todos o país, para entender a importância desse estatuto.

 

Rodovias cheias 

Enquanto as companhias aéreas reduzem número de voos, o fluxo de veículos nas estradas com pedágio revela um movimento significativo. A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias atesta que em junho houve um crescimento de 18% em relação a maio. Viagem boa e segura, neste tempos bicudos.

 

Meu Destino é o Brasil

Foz do Iguaçu, um dos grandes atrativos turísticos do Brasil, integra campanha virtual que será disparada nesta quinta-feira (16) para estimular as viagens internas após a pandemia. A campanha “Meu Destino é Brasil”, produzida pelo BBG Brasil, grupo de empresas de marketing e de inteligência turística, traz uma série de opções de artes adaptadas para as mídias sociais. E a intenção é que cada um de nós replique com entusiasmo. 

 

Vai passar

Em Foz a campanha será distribuída pelo Visit Iguassu e Secretaria Municipal de Turismo (Setur).  Diretor de Promoção, Marketing e Eventos da Setur, Washington Sena entende que os pilares abordados pela campanha, de unificação, fortalecimento e viagem, são essenciais para o Destino, neste momento. Já a diretora Executiva do Visit Iguassu, Cristiane Santos lembra que, embora o momento seja de incertezas, sabemos que isso passará e que Foz tem tudo para ser um destino interessante para o brasileiro.

 

Abrir ou não abrir

Eis a questão. Ruas cheias de carros e gente, como em dias normais de qualquer inverno em Foz do Iguaçu. O número de óbitos na cidade chegou, na tarde desta segunda-feira, a 20. Cresce, assim como o número de infectados. Pessoas insistem no negacionismo, afirmam que as máscaras –que são mesmo detestáveis-, são uma bobagem, assim como o isolamento social. Enquanto isto, vários países que criticaram tais medidas de segurança sanitária estão lidando com a chamada segunda onda.

 

Um candidato a menos

O PSD acaba de perder um candidato a vereador. Preso pela Polícia Federal nesta quarta-feira, segundo consta, ele já se dizia candidato e com apoio de peso. Coação de testemunha em processo do qual fazia parte seria a razão do pedido de prisão preventiva.

 

Número de curados

A mídia, de modo geral, divulga, em todo o mundo, diariamente, o número de contaminados pelo Coronavírus. E dificulta a compreensão da realidade.  Em Foz do Iguaçu, nossos valorosos colegas de imprensa vêm fazendo um excelente trabalho e têm o cuidado de destacar uma informação muito importante: o número de recuperados.  E ainda assim, há quem não entenda a equação e acredite que a cidade tem número altíssimo de doentes.

 

No Brasil 

De acordo com monitoramento do Bing, o Brasil é o único país a registrar 1 milhão de curados da Covid-19, com 1.072.299 (67%) do total de 1,6 milhões de casos. Nos EUA, são 3.028 milhões de casos e 908 mil recuperados, o que equivale a 30%.

 

Fogo cerrado

Amigos que residem abaixo da Avenida Juscelino Kubitschek (JK), próximo à Praça da Paz, em Foz do Iguaçu, relatam o clima de guerra registrado diariamente naquela região, e no lado paraguaio, às margens do rio Paraná.  Eles contam que os tiroteios sempre foram ouvidos, mas não com tamanha frequência e também à luz do dia.

 

Chute a gol

A Itapu marca mais um gol de placa ao aumentar os recursos destinados ao projeto social Um Chute Para o Futuro que atende a mais de 200 crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, na região do Porto Belo. Criada pelo professor Ronaldo Cleber Cáceres, em 2005, o projeto retira das ruas e protege da marginalidade crianças e adolescentes.  Além das atividades o Chute para o Futuro garante aos seus assistidos uma –e em muitos casos, a única- refeição diária.

 

Mercosul X Meio Ambiente 

Na presidência rotativa do Conselho Europeu, Alemanha deve investir todo seu peso para fechar o acordo de livre-comércio com Mercosul. O acordo entre a UE, que já é a nossa principal parceira comercial, e o Mercosul, poderia render a maior zona de livre-comércio do mundo. Mas o ceticismo é grande. Cresce rapidamente a oposição na União Europeia.

 

Música para os ouvidos 

Com o aumento da exportação, caso seja assinado o acordo de livre-comércio com o Mercosul, somente no Brasil seriam criadas 436 mil novas vagas de trabalho. Isto soa maravilhosamente, não é mesmo? Porém, a forma como o Brasil vem tratando as questões ambientais pode vir a ser um agente complicador. Vários membros da União Europeia evocam o Acordo Verde e entendem que só deverão firmar tratados com nações que também perseguem as metas do Acordo do Clima de Paris – do qual Bolsonaro já ameaçou se retirar.

 

Especulação

Eleições adiadas, vem aí uma campanha diferente de tudo que já se viu até hoje. E as especulações fervem nos grupos de WhatsApp.  Nestes tempos em que vice, já se sabe, não é exatamente e, apenas, um acessório, tem muita gente arriscando palpites e apontando parcerias inusitadas.  Esperando para crer.

 

UBS VILA YOLANDA

O Supervisor do Distrito Oeste da Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu, David Ramos da Silva, respondeu, por meio da assessoria, à nota publicada na coluna de sexta-feira (3/7), em que comentávamos a falta de médicos especialistas e alguns medicamentos na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Yolanda.

 

UBS VILA YOLANDA II

De acordo com o supervisor, atualmente a UBS da Vila Yolanda conta com seis médicos clínicos atendendo regularmente, segundo ele, de acordo com a Política Nacional de Atenção Básica, regulamentada pela Portaria 2436/2017 que estabelece que os atendimentos com médicos especializados não são de responsabilidade de atenção primária. Sobre a farmácia ele informa que a dispensa de medicamentos é estabelecida na Relação Municipal de Medicamentos.

 

Vacina chinesa

O Brasil começa a testar no próximo dia 20 a vacina chinesa contra a Covid-19.  A terceira fase de testes vai envolver nove mil profissionais de saúde em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.  Se der resultado, a vacina poderá ser distribuída no ano que vem.  Quem diz isto é o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. Atualmente existem 136 vacinas em desenvolvimento, 12 em estudos clínicos. Já tem gente dizendo que se recusa a receber vacina chinesa.  

 

Sem verdades absolutas

Continuamos andando meio às cegas, em busca e à espera de respostas conclusivas, no que diz respeito ao Coronavírus e à Covid-19.  Exatamente como ocorreu nos anos 80, com o vírus HIV, e a doença, Aids, que pegou o mundo de surpresa. No início não havia diagnóstico preciso.  As pessoas morriam de “falência múltipla de órgãos”. Mais adiante foi taxada como “doença de homossexuais”. 

 

Teorias

O HIV teria sido criado em laboratório. Veio da África, a partir dos macacos. Era castigo divino!  Eram tantas as teorias, e a maioria, sem sentido. Não havia cura, nem tratamento adequado. Pesquisava-se uma vacina (que até hoje não existe) e muita gente perdeu a vida. No final da década veio o tratamento com o AZT.

 

Sem certezas

Com a Covid-19 avançamos passo a passo. Conhecemos o vírus e os sintomas da doença-que já vem apresentando variações- mas ainda especulamos sobre a origem do vírus e a eficácia de alguns tratamentos. No início, era doença de idosos, hoje os casos se multiplicam entre crianças de zero a 12 anos. Nem a ciência conseguiu chegar, até agora, a uma verdade absoluta.

 

Cheios de especialistas

Certeza, nenhuma. Mas somos bombardeados diariamente com mensagens e vídeos de amigos, parentes e políticos irresponsáveis, sobre medicamentos para prevenção e tratamento da doença. Enquanto isto, vários países do mundo vivem a “segunda onda” da doença, e o Brasil, já é considerado “país que se deve evitar”.

 

Deus nos acuda

Em meio à crise sem precedentes que se instalou no país, de mãos dadas com o Coronavírus e, que ainda trará muitos efeitos colaterais para a economia e não tem data para acabar, só restará aos candidatos a um cargo público nas próximas eleições municipais, investir na pandemia. Desnecessário dizer que escrúpulo não é adjetivo nem substantivo comum a todos. Daí a afirmação de que haverá muita gente contabilizando –para o bem e para o mal- os dividendos políticos da pandemia.

 

AUTORIDADE

Luiz Henrique Mandetta deixou de ser ministro da Saúde e virou fonte da Globonews. Autoridade, quando o assunto é Coronavírus-Covid-19.    

 

FRASE

“ A população da Europa é mais velha do que a nossa. Então, mais gente vai ser atingida pelo vírus do que nós”. Do presidente Jair Bolsonaro em 15 de março deste ano.

Covid-19 e motivações

Não há escapatória: seja qual for a medida adotada pelos prefeitos   e governadores, em qualquer lugar do país, e do mundo, na batalha contra o avanço da pandemia de Covid-19, sempre haverá uma maré de críticas contundentes. As vozes contrárias soam fortemente e a motivação, tanto pode ser econômica, como política.

 

Falta informação

Por trás de toda discussão que se espalha rapidamente e leva as pessoas a reagirem violentamente às medidas adotadas está, sobretudo, a falta de informação, ou a informações rasa. A maioria lê um título, um post em redes sociais, não pesquisa e sai propagando. O radicalismo impera. E no meio desses embates, a vida humana parece valer centavos. 

 

Politização

Uma coisa leva a outra e me vejo tentada a comentar um fato registrado na passagem do ciclone bomba pela cidade. Teve gente culpando a Prefeitura e o prefeito de Foz do Iguaçu pela queda das árvores! Não por nada, mas cá entre nós, colocar efeitos de fenômenos naturais na conta de um prefeito, de uma administração, no mínimo compromete a credibilidade do cidadão. Será que tem alguém aí comprando um discurso desses?

 

UBS carentes

Já teci aqui, elogios à Saúde no munícipio.  Mas hoje vou criticar.  A Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Vila Yolanda, em Foz do Iguaçu, está jogada às traças. Faltam médicos. Não há especialistas.  A farmácia oferece pouquíssimos dos medicamentos prescritos. Equipamentos como computadores, não funcionam adequadamente. Carecendo de mais atenção essa unidade que atende inclusive a região central da cidade.

 

Foz no Festival Carta da Terra

Em transmissão ao vivo nas redes sociais na noite de segunda-feira (29), o Festival Carta da Terra 20 anos comemorou o aniversário do documento que nasceu com a proposta de orientar a humanidade com relação às mudanças que ocorrem no planeta dia após dia. O evento reuniu gente de vários países. Além de grandes cabeças que ajudaram a criar o documento planetário, considerado um dos mais importantes que a sensibilidade e inteligência humana já conseguiu produzir, contou com artistas, intelectuais e simpatizantes.

 

Carta da Terra, um norte

Único convidado do Paraná, ex-diretor de Meio Ambiente da Itaipu, Nelton Friedrich, responsável pela coordenação geral do premiado programa Cultivando Água Boa-uma aplicação reconhecida mundialmente das diretrizes da Carta da Terra-, destacou no Festival a importância dessa Carta Magna no pós-pandemia de Covid-19. “Pode ser um norte, uma fonte inspiradora, uma bússola para esse novo normal”, disse ele durante o evento estrelado que contou com a participação de Caetano Veloso, Gilberto Gil e Arnaldo Antunes, entre muitos outros.

 

Lockdown

Questionando esse “lockdown” que rendeu farta discussão a manhã inteira nos grupos de WhatsApp. Ruas do centro da cidade estão cheias de gente! A Avenida Brasil vazia contrasta com as transversais e paralelas onde o movimento de carros e pessoas continua intenso. Aonde vão todas essas pessoas, já que o comércio está fechado?

 

 

Eleições 2020

Com a definição de nova data para irmos às urnas, hora de ficar de olho no calendário eleitoral e se preparar para acompanhar uma das campanhas mais atípicas da história. Atípica e pobre, é o que dizem os já candidatos.

 

Frase

“O cachorro do Palácio da Alvorada era fake. Ganhou nome de imperador, Augustus, mas já havia sido batizado com nome de divindade mitológica: Zeus”. De autor desconhecido.