Sindilojas está confiante na retomada econômica de Foz do Iguaçu


- Por: Redação 1

Sindilojas está confiante na retomada econômica de Foz do Iguaçu
Itacir Mayer acredita que em até 90 dias a curva dos indicadores da covid vai cair em Foz do Iguaçu

O presidente do Sindicato Patronal do Comércio Varejista de Foz de Iguaçu e Região (Sindilojas), Itacir Mayer, está confiante com a retomada econômica nos pós-Coronavírus. Ele reiterou, nesta terça-feira (15), o pedido para que a população ajude e apoie no enfrentamento à covid-19. A manifestação está amparada nos bons sinais do comércio, serviços e turismo na última semana.
"Eu imploro que a população tome os devidos cuidados para fazer com que realmente a curva de casos, contaminações, internamentos, caia porque as pessoas querem voltar para Foz do Iguaçu", disse Mayer. "As pessoas querem vir para Foz e, se tivermos uma grande quantidade de pessoas vacinadas, isso tudo vai contribuir", ressaltou o presidente do Sindilojas em entrevista à Rádio Cultura.
A semana do aniversário de Foz do Iguaçu e do Dia dos Namorados, segundo Itacir Mayer, deixou o comércio mais motivado com o aquecimento nas vendas e na prestação dos serviços. "Podemos dizer que foi uma semana boa, principalmente na sexta e no sábado, onde também foi possível estender o horário dos restaurantes, das lanchonetes". 
"Isso faz com que o comércio se mobilize e também tome todos os devidos cuidados", acredita. Mayer disse ainda que o comércio não tem vacilado e não tem descuidado com a preocupação da pandemia. "As pessoas podem circular com segurança e fazer suas compras. Todos precisamos contribuir e ter a preocupação com a segurança de cada um".

Protocolos
Os comerciantes, empresários e lojistas estão muito preocupados em manter os cuidados constantemente. "Todos usando o álcool gel, controlando a quantidade de pessoas dentro dos estabelecimentos e isso é muito bom. Chega ser gratificante ver que as pessoas estão envolvidas e se cuidando. O poder público pode confiar nos empresários, nos lojistas, que eles estão fazendo a parte deles".
O setor está muito confiante apesar da cidade ser mais atingida pela pandemia em função da atividade turística e pelas dificuldades enfrentadas. "Essa recuperação pode ser muito rápida, podemos movimentar o comércio e as instituições, como o Sindilojas, o próprio turismo, as entidades estão todas envolvidas para buscar uma retomada rápida". 

Da Redação
Foto: Ivo Lima/Fecomércio/PR

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas