Hospital Costa Cavalcanti inicia abertura de mais dez leitos de UTI para reforçar enfrentamento da covid-19


- Por: Redação 1

Hospital Costa Cavalcanti inicia abertura de mais dez leitos de UTI para reforçar enfrentamento da covid-19
Costa Cavalcanti passará de 40 para 50 leitos de UTI para Covid

O Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), mantido pela usina de Itaipu em Foz do Iguaçu (PR), abriu nesta quarta-feira (3) mais quatro leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), exclusivos para atendimento de pacientes graves ou críticos da covid-19. Outros seis serão abertos até segunda-feira, dia 8, totalizando dez novos leitos para pacientes agravados pelas complicações do coronavírus.
Com a ampliação, o número de leitos de terapia intensiva para doentes de covid-19 no Costa Cavalcanti passará de 40 para 50, permanecendo 22 leitos de unidade de enfermaria. "Com a redução dos internamentos eletivos e de procedimentos cirúrgicos, e o aumento do número de internações por covid-19, foi possível readequar um bloco de internamento para pacientes com covid-19", disse Fernando Cossa.
 
Atendimento regional
Desde o início da pandemia, mais de 16 mil pessoas procuraram o Costa Cavalcanti para atendimento respiratório. De 873 casos internados, desde o início da pandemia, foram 764 pacientes de Foz do Iguaçu e o restante de pessoas de outras cidades do Paraná, como Santa Terezinha, Medianeira, Santa Helena, Toledo, Cascavel e Palotina. Também foram tratadas pessoas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Desde o início da pandemia, a instituição deu alta a mais de 640 altas de pacientes internados com a covid-19.
Já o Centro de Medicina Tropical (CMT), que é ligado ao HMCC e recebe suporte da Itaipu Binacional, realizou 52.726 mil exames de RT-PCR – 24.538 deles de municípios que compõem a 9ª Regional de Saúde. U, total de 28.188 testes foram coletados diretamente no centro hospitalar. Desde março de 2020, o CMT está habilitado pelo Laboratório Central do Estado (LACEN/PR) para analisar os exames RT-PCR para covid-19.

O Hospital Costa Cavalcanti oferece ainda um serviço gratuito de teleorientação aos beneficiários dos convênios médicos atendidos pela instituição, para quem tiver dúvidas a respeito da covid-19. O objetivo é tentar desafogar o Pronto Atendimento Respiratório.  
O serviço recebeu mais de 43 mil contatos e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, e, aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Aportes da Itaipu Binacional
No total, Itaipu investiu quase R$ 80 milhões em diversas ações para combater a covid-19 e minimizar seus efeitos, tornando-se a principal parceira dos municípios da região.
Inicialmente, foram destinados R$ 15 milhões para a compra de insumos e equipamentos, além da criação de 40 leitos de UTI e de outras 15 unidades de transição no HMCC, que também atende pacientes do SUS.
Gradativamente, foram ainda encaminhados recursos para a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (R$ 2 milhões); entidades beneficentes que se candidataram ao Fundo de Auxílio Eventual da empresa (R$ 5,7 milhões); mais de 700 bolsistas para o atendimento à saúde em todo o Paraná (R$ 4 milhões); e aditivos contratuais e manutenção da estrutura de atendimento hospitalar voltada à covid-19 (R$ 33 milhões).
Somam-se, agora, os convênios autorizados nesta quarta-feira (de R$ 15 milhões com a Fundação Municipal de Saúde de Foz do Iguaçu e de R$ 2,4 milhões envolvendo também a Unioeste), totalizando R$ 77,1 milhões aplicados na mitigação dos efeitos da pandemia na região.

 AI HMCC/ Imprensa de Itaipu

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas