Kalito defende sessões a noite para aproximar a Câmara da população


- Por: Redação 1

Kalito defende sessões a noite para aproximar a Câmara da população
Eleito com 2.011 votos, Kalito tem como meta a mobilidade urbana e a transparência na Câmara de Foz do Iguaçu

A realização de sessões no período noturno (hoje elas são realizadas pela manhã, a partir as 9h), pode garantir uma maior participação da população de Foz do Iguaçu no dia a dia da Câmara Municipal. A avaliação é de Karl Stoeckl, o Kalito (PSD), eleito vereador em 15 de novembro último com 2.011 votos. Em entrevista ao GDia, ele falou de temas diversos e da trajetória para chegar ao primeiro mandato no legislativo.

Em 2020, Kalito disputou pela segunda vez uma cadeira na Câmara de Vereadores - em 2016, recebeu 1.346 votos, ficando bem próximo da vaga. Ele é natural de Foz do Iguaçu, formado em Administração pela Unifoz, tem 43 anos, casado e pai de dois filhos e atua como professor em universidades do município.

De acordo com Kalito, a eleição deste ano foi completamente diferente. "Já havia concorrido em 2016, e realmente esse ano foi difícil. Difícil não, mas foi diferente", afirma. A maior dificuldade foi devido a pandemia, "de fazer grandes reuniões com muitas pessoas. Evitávamos isso durante toda a campanha", afirmou.

A solução foi realizar reuniões menores, as vezes com quatro a cinco pessoas. "No fim das contas você tinha que fazer de seis a oito reuniões em uma noite, fora as da manhã e da tarde. Por outro lado, o que era uma dificuldade, foi interessante também, porque com reuniões menores, você tem uma proximidade maior com o eleitor, pode conversar mais de perto, acaba escutando mais do que fala".
Kalito acredita que a renovação da Câmara (apenas dois vereadores se reelegeram) não teve muita influência devido o fim das coligações proporcionais. "Te falo isso, por exemplo, o PSD que elegeu quatro vereadores, na eleição passada já havia feito chapa pura, sem coligação, com 23 candidatos do partido". 

A renovação da Câmara, afirma, é mais um recado da sociedade, não contra o vereador A, B ou C, mas especialmente contra a forma atual de fazer política, de ver a política. "Acho que esse é o recado das urnas e cabe a nós, cada vereador eleito, interpretar, analisar e tirar as conclusões desse recado, desses números".

Conhecimento
Apesar de estar no primeiro mandato, Kalito ressalta que conhece bem a gestão Chico Brasileiro
(PSD) e a forma dele fazer política e governar, já que foi Chefe de Gabinete por três anos. "Então, isso ai já me deixa muito tranquilo sobre a atuação do prefeito e principalmente sobre o relacionamento dele com o poder legislativo. Estou bem tranquilo quanto a isso", disse.
Kalito afirmou que entende que a principal função do vereador é fiscalizar o executivo, mas que pretende focar em outras ações como vereador. "Tem algumas bandeiras que realmente defendo, até porque trabalhei com isso, quando era Chefe de Gabinete e uma delas é a mobilidade urbana".
O vereador eleito lembra que foi presidente da comissão que constituiu o plano de mobilidade de Foz. "E a questão da transparência, do compliance que também tive a oportunidade de ser o presidente da comissão que mandou essa lei para a Câmara", frisou.

Ronildo Pimentel
Foto: rede sociais
 

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas