Vereador denuncia descaso nas UPAs, mas bancada derruba o requerimento


- Por: Redação 1

Vereador denuncia descaso nas UPAs, mas bancada derruba o requerimento
A decisão do plenário ocorreu após intenso debate entre os vereadores

Na sessão de terça-feira (15), o vereador João Morales (DEM) denunciou o descaso por parte de alguns profissionais das UPAs, porém o requerimento pedindo informações e providências, foi derrubado pela bancada de apoio ao prefeito Chico Brasileiro. Foram nove votos a cinco. A decisão do plenário ocorreu após intenso debate entre os vereadores. Como o bloco governista detém a maioria dos votos, o requerimento foi derrubado.   
Morales entrou com a proposição requerendo “nomes dos profissionais, dias, horários e intervalos de trabalho de cada um; Relação com nomes dos profissionais responsáveis por cada unidade de saúde; qual é o procedimento em relação ao profissional que se ausenta durante o horário de trabalho deixando de atender o cidadão iguaçuense”.
Com a alegação de que o pedido generaliza os profissionais, os governistas barraram a iniciativa do vereador que segundo ele tinha como objetivo fiscalizar e buscar solucionar o que está errado. “Em nossa cidade temos excelentes profissionais de saúde que não medem esforços em salvar a vida do próximo, mas em alguns casos isolados, é preciso a prefeitura, a Secretaria de Saúde tomar atitude. Há várias reclamações de cidadãos iguaçuenses quanto ao descaso de alguns profissionais de saúde que se ausentam do setor de trabalho durante o horário de expediente”, denunciou João Morales.
Votaram contrários ao requerimento os vereadores Adnan El Sayed (PSD), Anice Gazzaoui (PL), Edivaldo Alcantara (PTB), Jairo Cardoso (DEM), Kalito Stockel (PSD), Carol Dedonatti (PP), Rogério Quadros (PTB), Valdir de Souza Maninho (PSC) e Yasmin Hachem (MDB). 
A favor votaram João Morales (DEM), Dr Freitas (PSD), Admilson Galhardo (Republicano), Cabo Cassol (Podemos) e Alex Meyer (PP). Conforme prevê o regimento interno, o presidente Ney Patrício (PSD) só votaria em caso de empate.
Discurso contra o requerimento
O líder do governo na Câmara, vereador Kalito Stockel (PSD), anunciou que votaria contra e chegou a sugerir ao vereador João Morales a reformulação do requerimento para evitar um viés político e não generalizar o assunto. Adnan El Sayed (PSD) disse que é difícil apresentar escala antecipada dos profissionais porque está mudando diariamente. Afirmou ainda que quanto ao procedimento de providências sobre quem se ausenta do posto de trabalho é só aplicar a lei.
A vereadora Anice Gazzaoui (PL) se posicionou contrária ao requerimento entendendo que a iniciativa do vereador não ajuda e da forma como está a redação ela considera uma afronta aos servidores. “Quando falamos de quem está no atendimento de linha de frente, eles colocam a própria vida em risco para cuidar da vida do próximo. Só quem trabalha na UPA sabe o que eles estão passando nesse momento de pandemia”, declarou.

Elson Marques – EMS Editores

Leia mais na edição impressa.

Relacionadas